Metalúrgicos de Jaraguá do Sul e Região conquistam 11,28% de reajuste salarial

Percentual contempla a reposição integral da

inflação do período e será pago em duas parcelas

 

Os trabalhadores metalúrgicos de Jaraguá do Sul e Região recebem no quinto dia útil de fevereiro reajuste salarial de 8%, retroativos a 1º de janeiro de 2016 (data-base da categoria) e outros 3,28%, em 1º de abril, como resultado das  negociações coletivas visando a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho. O reajuste salarial contempla a variação da inflação/INPC registrada nos últimos 12 meses e que ficou em 11,28%. Foi estabelecida uma “linha de corte”, limitada ao reajuste de 8%, para aqueles que recebem salário mensal acima de R$ 5.500,00. O Salário Normativo da categoria obteve aumento de 13,64%, passando dos atuais R$ 1.100,00 para R$ 1.250,00. As demais cláusulas da CCT foram mantidas.

 

A proposta teve aprovação unânime dos quase 600 trabalhadores presentes à Assembleia Geral realizada na manhã de sábado (23), na Recreativa do Sindicato. O presidente Silvino Volz ressalta que a proposta negociada com os patrões “não é a melhor do mundo, mas atende a expectativa dos trabalhadores, que estavam preocupados”. Silvino lembra que a inflação nunca esteve tão alta desde a última década, índice difícil de assegurar na mesa de negociação: “2015 também não foi bom para os metalúrgicos, especialmente nos setores da construção civil e automotivo, onde a crise se agravou”. O presidente do Sindicato destaca a manutenção de todas as cláusulas da atual Convenção e a ampliação do direito ao benefício do auxílio creche, que passou para R$ 206,00 mensais, para filhos de trabalhadores com até 22 meses (anteriormente era até 20 meses). (Foto em anexo: trabalhadores presentes à Assembleia Geral, realizada dia 23, aprovaram a proposta por unanimidade).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =