Metalúrgicos aprovam em Assembleia reivindicações da Campanha Salarial

3% de ganho real e Piso Salarial de R$ 1.650,00 estão entre as
propostas a serem negociadas com o sindicato patronal

 

Os trabalhadores e trabalhadoras metalúrgicos de Jaraguá do Sul e Região reivindicam a reposição integral da inflação aos salários, mais aumento real de 3% a título de produtividade, além da elevação do Piso Salarial, de R$ 1.350,00 para R$ 1.650,00. Estas foram as principais cláusulas econômicas aprovadas durante a Assembleia Geral realizada na manhã de sábado (28), na Recreativa do Sindicato. Até o momento, restando ainda os meses de outubro, novembro e dezembro, a inflação está próxima de 2%, segundo o IBGE. Constam ainda no rol de reivindicações a licença maternidade de 180 dias, creches para as mães trabalhadoras, redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais e a exigência de que todas as rescisões de contrato de trabalho sejam homologadas no Sindicato. O lema da Campanha Salarial Unificada 2018 dos Metalúrgicos é “Em defesa da democracia, nenhum direito a Menos”.

 

A data-base da categoria é em 1º de janeiro de 2018 e as negociações serão feitas com o sindicato patronal do setor, em Jaraguá do Sul. Ainda durante a Assembleia, os trabalhadores e trabalhadoras presentes aprovaram a alteração nos Estatutos do Sindicato, com a inclusão das trabalhadoras e trabalhadores terceirizados no rol de direitos e conquistas de toda a categoria dos Metalúrgicos. “A única ferramenta de defesa da classe trabalhadora é o Sindicato. É a partir do Sindicato que a divergência pode se transformar em convergência e nada mais justo do que assegurarmos a esses terceiros os mesmos direitos”, defende o presidente do Sindicato, Silvino Volz.

 

A  Assembleia teve presença significativa de trabalhadores e trabalhadoras, que ainda aprovaram o desconto da Contribuição Assistencial em favor da entidade. Silvino advertiu aos presentes sobre a antirreforma trabalhista (Lei 13.467/2017), que entra em vigor no dia 11 de novembro e acaba com 117 direitos previstos na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), que data de 1943. “Temos uma Convenção com 62 cláusulas, que foram construídas ao longo dos anos, e trouxeram melhorias nas condições de trabalho e de salário”, disse Silvino, conclamando a categoria a defender as conquistas. Cada trabalhador e trabalhadora presente recebeu um exemplar da Cartilha “Antirreforma Trabalhista: Retorno à Escravidão”, produzida pela Intersindical dos Trabalhadores de Jaraguá do Sul e Região. Ao final, o Sindicato coletou assinaturas em favor do abaixo-assinado pela revogação da Lei 13.467 que instituiu a Reforma Trabalhista no país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 1 =